[ editar artigo]

Acessibilidade no Instagram: como alcançar as pessoas com deficiência nas suas redes sociais

Acessibilidade no Instagram: como alcançar as pessoas com deficiência nas suas redes sociais

Engana-se quem pensa que as pessoas com deficiência não estão nas redes.  De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, 23,9% da população brasileira possui algum tipo de deficiência física ou intelectual. Com o avanço das tecnologias assistivas, cada vez mais esse grupo se insere nas mídias sociais e participa ativamente não só assistindo, mas também interagindo. Esse é um prato cheio para os produtores de conteúdo e empresas, já que a maioria das contas na Internet sequer se preocupam com a acessibilidade.

Então, seja inteligente e olhe para esse público, mostre que se importa com as suas demandas e que o quer fidelizado. Além disso, transmitir a imagem de empresa ou indivíduo com responsabilidade social influencia positivamente para a sua marca, pois não só pessoas com deficiência, mas também pessoas sem deficiência que são engajadas na causa vão olhar com bons olhos. 

No Instagram, rede social mais popular entre os usuários, algumas ferramentas de acessibilidade já estão disponíveis. Seguem algumas dicas para acompanhar esse desenvolvimento:

Insira texto alternativo nas suas fotos e vídeos do feed
O recurso permite que todas as fotos publicadas tenham uma legenda especial, chamada de texto alternativo. Ela descreve com palavras o conteúdo das imagens, ou seja, pode ser interpretada pelos leitores de telas para aqueles que não enxergam. Na hora de postar um novo conteúdo, nas configurações avançadas, é possível inserir a legenda alternativa. 

Hashtag #paratodosverem
Além do recurso de legenda alternativa, existem as hashtags #paratodosverem ou #paracegover, que hoje é muito utilizada nas postagens do Instagram.  Ao final da legenda da sua foto, você pode descrever o conteúdo dela entre cenário, pessoas envolvidas e outros elementos. Para a comunidade de pessoas cegas e com baixa visão, é importante até mesmo descrever as cores, pois tudo isso contribui para o imaginário no momento de consumir o conteúdo.

Legende os vídeos e stories
Essa é uma boa estratégia para a acessibilidade e também para o Marketing Digital, pois permite que não apenas pessoas com deficiência auditiva, mas também pessoas que nunca veem um storie até o final, por exemplo, tenham acesso ao conteúdo de outra maneira. 

Faça a audiodescrição
Ao fazer um storie com falas ou um vídeo, descreva quem você é e o cenário que está. Por exemplo: “Sou Sarah Santos, mulher branca, de cabelos castanhos e lisos na altura dos ombros ,visto uma camiseta rosa e há uma parede branca atrás de mim”. Desta maneira, pessoas com deficiência visual podem se familiarizar com o ambiente. 

Ao trabalhar a inclusão nas redes sociais como uma prioridade, as pessoas com deficiência e simpatizantes da causa também darão prioridade para você. Trazer a acessibilidade à tona pode, sim, ser um posicionamento estratégico para a sua marca e com os recursos disponíveis, torna-se cada vez mais fácil.  
 

#ClubedaInfluência
Ler conteúdo completo
Indicados para você