[ editar artigo]

Comparação, procrastinação e situações que nos afetam como criadores de conteúdo.

Comparação, procrastinação e situações que nos afetam como criadores de conteúdo.

 

Sabemos que a profissão de criador de conteúdo/influenciador é um sonho para muita gente. Muitos “recebidos, luxo, parceiros, dinheiro fácil”, definições essas que eu sempre ouço por aí.

Mas nós que trabalhamos com isso sabemos que nem tudo são flores, não é mesmo? Trabalhar com criação de conteúdo é muito gostoso sim, mas também precisamos abrir nossos olhos para certas situações que surgem e podem nos afetar durante a nossa jornada.

E é sobre isso que vamos conversar nesse texto: algumas coisas que tenho visto que estão me afetando (e afetando meus colegas) nesses últimos meses e o que estou fazendo para lidar com isso:

1- Comparação: Estou sempre me comparando com outras criadoras de conteúdo, parece que meus conteúdos não são tão bons quanto os delas, que não sou tão legal, que minhas publis são ruins e mais uma infinidade de coisas. E conversando com amigas tenho quase certeza que isso também tem acontecido com quase todo mundo.

E sempre que esse sentimento vem eu tento trazer consciência para a palavra “individualidade”. Sei que parece meio clichê, e que todo mundo já sabe que uma pessoa é diferente da outra, mas esse com certeza é um tipo de conceito que já é tão conhecido que nós simplesmente acabamos nos esquecendo.

É um exercício diário que tem me ajudado muito.

 

2- Sensação de estafa/procrastinação: Por ficar com o celular na mão praticamente o dia todo, muitas vezes eu me pego rolando o feed ou passando os stories e não fazendo definitivamente o que eu ia fazer. Isso me gera uma sensação de cansaço e procrastinação no final do dia.

Para controlar isso, tenho tentado me policiar mais, entrando nas redes sociais com a certeza do que estou indo fazer (postar, responder direct, consumir conteúdos, etc). E outra coisa que tem me ajudado bastante é um calendário editorial com as datas e horários exatos para as postagens.

 

3- Workaholic por necessidade: Sabemos que o algoritmo nem sempre nos ajuda e acabamos ficando um pouco reféns de estar lá todo santo dia. Mas o que costumo fazer é ficar mais off nos finais de semana e comunicar isso para os meus seguidores já incentivando para que eles também façam o mesmo.

 Já virou costume! Todo final de semana tem gente me marcando nos stories “Como diz a Bárbara Cândido, sai do celular e vai aproveitar seu final de semana”. Assim dá pra descansar e já aproveitar pra fortalecer a comunidade hehehe

Bom pessoal, essas são algumas estratégias que eu tenho utilizado ultimamente para o bem da minha saúde mental. Como eu disse no início: Trabalhar com criação de conteúdo é realmente MUITO gostoso, mas precisamos cuidar para que seja sempre assim.

Esse foi o texto de hoje. Espero que tenha sido edificante de alguma forma 😊

 

Beijos, até mais.

@_barbaracandido

#ClubedaInfluência
Ler conteúdo completo
Indicados para você